O Blog mais Nasocial do momento!

Endocardite bacteriana bucal: Saiba como prevenir

142

Endocardite bacteriana bucal: Saiba como prevenir

O cuidado com a saúde e higiene bucal, parte, primeiramente, do individual de cada um. Porém, para evitar que algumas doenças ocorram, como a endocardite bacteriana bucal, é de suma importância que você realize consultas recorrentes ao dentista. 

Isso, justamente para prevenir que essas doenças aconteçam, ou tratá-las caso você possua algo.

Muitas pessoas ainda não entendem a importância de cuidar da saúde dental trás pro seu corpo, principalmente crianças e adolescentes. 

Sempre deve ser ressaltada a importância da higiene bucal, para que desde cedo, as pessoas adotem esse hábito, já que isso evita que muitos problemas, desde mais simples aos mais graves, aconteçam.

Além de evitar doenças, o dentista também cuida muito da parte estética, que é ligada diretamente ao humor da pessoa. 

Então, caso você não se sinta feliz com seu sorriso, por exemplo, pode ser pertinente realizar uma consulta a uma clínica de odontologia estética, para realizar algum procedimento, como a lente de contato dental, por exemplo.

O que é endocardite bacteriana bucal e seus sintomas

A boca é um lugar propício ao acúmulo de bactérias, se não houver a higienização correta. Esse acúmulo excessivo de bactérias, pode vir a causar doenças mais leves, até doenças mais graves, que podem ser fatais, como é o caso da endocardite bacteriana bucal.

Antes de tudo é importante entender o que é essa doença, para saber quais os seus sintomas e como tratar caso você contraia ela. Além disso, ressalta a importância do dentista na vida das pessoas, até mesmo para a utilização de lentes de contato dentária.

A endocardite é uma doença infecciosa, que afeta diretamente o endocárdio, revestimento interno do coração. Essa doença é causada pelo acúmulo excessivo de bactérias, que conseguem se alojar no coração.

Parece até ilógico o fato de que a má higiene bucal pode causar uma doença no coração, mas isso só serve para ressaltar o impacto que um mau cuidado causa no resto do seu corpo. 

A contaminação das bactérias se originam na cavidade oral, sendo carregada até o coração, onde ficam instaladas.

Por isso, ir ao médico não é importante apenas para colocar a faceta dental, por exemplo, mas para evitar que doenças graves como essa ocorram e acabam se agravando, causando problemas perigosos para seu corpo, podendo ocorrer até mesmo a morte.

Os sintomas da endocardite podem ser súbitos ou podem ocorrer silenciosamente. Esses sintomas serão agravados se você já possuir um histórico de doenças cardíacas. 

Por isso, se apresentar qualquer um desses sintomas, não exite em ir imediatamente a um especialista. Os principais sintomas são:

  • Dor nos músculos e nas articulações;
  • Febre alta;
  • Manchas na pele;
  • Dificuldades de respirar;
  • Cansaço contínuo.

O tratamento dessa doença se dá através de antibióticos receitados pelo profissional, dependendo de qual tipo de bactéria se alojou em seu sistema.

5 Hábitos que ajudam a prevenir a endocardite bucal

Por essa doença se tratar de uma condição de má higienização bucal, a melhor maneira de prevenir é a mudança desses hábitos, adotando uma consciência mais saudável para sua boca.

  1. Consultas regulares ao dentista

O hábito principal que você deve adotar para evitar essas doenças é ir ao dentista, de preferência recorrentemente. 

Com um acompanhamento profissional você vai poder entender melhor como está a saúde dos seus dentes, além de realizar procedimentos, como as facetas de resina composta.

  1. Melhorar na escovação

As pessoas têm o costume de escovar os dentes de qualquer jeito, sem prestar muita atenção, o que é errado, já que a escovação é algo que deve ser feita com extrema concentração e precisão, limpando todos os dentes, realizando movimentos precisos.

Além do mais, os hábitos vêm desde cedo, então é bom que os pais ensinem desde cedo como escovar os dentes corretamente. Caso você possua um aparelho dental invísivel, é importante que você realize a escovação nele também

  1. Redobrar a higiene

Não basta você melhorar na escovação, se não escova o suficiente ao longo do dia. A escovação deve ser realizada no mínimo três vezes ao dia, dando ênfase no pós refeição e antes de dormir.

  1. Utilizar o fio dental

Muita gente acaba esquecendo de usar o fio dental, sendo que é ele que tira os restos de comida que ficam entre os dentes, os que mais proliferam bactérias.

  1. Trocar a escova de dente recorrentemente

Quando você utiliza muito a mesma escova, as cerdas dela acabam se desgastando, o que passa despercebido por muita gente. Com as cerdas desgastadas a escovação não fica tão efetiva, então troque as escovas a cada 3 meses, de preferência.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Networkflow, especializada em materiais para network, empreendedorismo e dicas para a saúde e retenção de funcionários.

Usamos cookies para garantir que oferecemos a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que está satisfeito com ele. Aceito Consulte mais informação

Ads Blocker Image Powered by Code Help Pro

Bloqueador de anúncios detectado!!!

Detectamos que você está usando extensões para bloquear anúncios. Por favor, ajude-nos desativando esse bloqueador de anúncios.

 
Powered By
Best Wordpress Adblock Detecting Plugin | CHP Adblock